Lifestyle

every minute on the minute (emom): entenda esta modalidade


Every minute on the minute (EMOM) que traduzido significa cada minuto no minuto é um tipo de treinamento no qual a repetição de determinado exercício será feita em até um minuto, sendo que o período de descanso, será o tempo restante para completar este um minuto, caso já completado toda a repetição de movimento.

O EMOM é baseado nos princípios do treinamento de alta intensidade, que é a união de exercícios aeróbicos realizados com máxima intensidade com um curto período de tempo.

como fazer emom?

O EMOM pode ser feito com um movimento único ou um mix de movimentos, onde no primeiro minuto ocorre uma repetição, no segundo minuto duas repetições, no terceiro, três repetições e assim até que não seja possível executar o número indicado no minuto.

quais benefícios o emom oferece?

São diversos os benefícios listados sobre o Every Minute On the Minute (EMOM), entre eles destacam-se a grande possibilidade de:

Estimular a queima de gordura e a perda de peso

Auxiliar no ganho de força

Melhorar a capacidade cardiorrespiratória

existem contraindicações para o emom?

Como qualquer outra prática de atividade físicas é importante o acompanhamento de um profissional especializado, como educador físico, pois a intensidade e a repetição em curto período de tempo pode oferecer riscos se realizados de maneira incorreta.

Source: https://www.natue.com.br/natuelife/every-minute-on-the-minute-emom-entenda-esta-modalidade.html

 

Alimentação · Lifestyle

Dieta para corredores: confira dicas de alimentação


Nos últimos anos, o número de praticantes de corrida aumentou consideravelmente, e com isso as dúvidas sobre a alimentação adequada para essa modalidade também. Sabemos que a dieta e alimentação tem que ser individualizada para cada corredor, pois cada um tem suas particularidades como idade, sexo, peso, tempo e intensidade da atividade física, porém é possível estruturar sugestões básicas que se encaixam para todos os perfis.

A dieta dos praticantes de corrida tem que ser balanceada e para isso deve incluir alimentos saudáveis e variados, assim ofertando os nutrientes básicos em quantidade adequadas, atendendo as necessidades energéticas. Devem ser incluídos durante o dia carboidratos complexos, como batata doce e alimentos integrais, proteínas como frango, peixe, ovos e também fibras. Além disso, é importante realizar a adequada hidratação, tomando no mínimo, 2 litros de água por dia e também se alimentar corretamente de 3 em 3 horas.

A corrida em conjunto com uma alimentação saudável oferece muitos benefícios, como melhora da qualidade de vida, alivio do stress, além de ajudar na perda de peso.

o que comer antes de correr?

Para conseguir ter um bom desemprenho na corrida, é necessário consumir alimentos que gerem energia rapidamente para o corpo. Opte por carboidratos com baixo ou moderado índice glicêmico, por exemplo batata doce, pães integrais, sucos. Evite o consumo exagerado de proteínas, gorduras e fibras no pré-treino, pois pode causar desconforto gástrico que prejudicará sua performance.

Faça uma refeição leve de 40-60 minutos antes do exercício e não esqueça da hidratação, assim se mantendo saudável e evitando complicações como a hipoglicemia.

o que comer depois de correr?

A alimentação após a corrida é muito importante e deve ser feita logo após o término do exercício afim de evitar complicações e perda muscular, o catabolismo. Nesse momento sugere-se carboidratos com índice glicêmico mais alto, como arroz e massas, mel, frutas, em conjunto com boas fontes de proteína como frango, queijos, peixes, carne vermelha. Em relação aos suplementos proteicos, a indicação pode ou não ser feita, devendo ser avaliado de forma individualizada por um nutricionista.

hidratação e corrida

Nem todos os praticantes de atividade física dão a devida importância para a ingestão de água porém, deve ser feita adequadamente assim evitando desidratação, que pode ser muito prejudicial.

Antes de correr recomenda-se ingerir de 200-400ml de água de 30-60 minutos antes da corrida. E no pós-treino, a hidratação também é indispensável. Como dica sugere-se que o indivíduo verifique seu peso antes e depois de correr, e para cada quilo perdido durante o exercício recomenda-se ingerir 1 litro de água. Se a atividade for muito intensa, o consumo de repositor hidroeletrolítico pode ser indicada.

Source: https://www.natue.com.br/natuelife/dieta-para-corredores-confira-dicas-de-alimentacao.html

 

Lifestyle · Livros

Re-Use: Mais de 50 projetos de costura surpreendentes para transformar o velho em novo


 Sobre a Obra:

Quando uma peça de roupa já não nos serve, saiu de moda ou se estragou, o que fazemos com ela? Pomo-la de lado, deitamos fora ou despachamos para parte incerta, sabendo de antemão que ninguém lhe vai dar uso. É um desperdício. E pode também ser uma oportunidade perdida para exercermos a nossa criatividade e recebermos uma chuva de elogios dos nossos amigos. É que essa peça velha ou indesejada pode renascer numa peça única, digna de ser usada com toda a vaidade e orgulho.

Aquelas calças de ganga que nos assentavam tão bem, mas que ficaram com um rasgão que as inutilizou por completo? Aquele vestido da nossa mãe que nos traz boas recordações, mas dentro do qual, por muito que tentemos, não conseguimos caber? Se não foram à vida, estão no fundo da gaveta há anos. Certo? Só que a partir de umas calças de ganga condenadas ao lixo pode nascer, pelas suas mãos, uma minissaia ou um saco de causar inveja; de uma t-shirt antiga, um gorro de bebé a que nenhuma mãe ficará indiferente; de um casaco furado pelas traças, umas calças giríssimas para rapaz; de um vestido, uma túnica que a sua filha irá adorar. As possibilidades são infinitas.

E este livro reúne algumas das soluções mais simples e imaginativas para criar, a partir de trapos, peças e acessórios com muita personalidade que darão um cunho único ao seu estilo pessoal (e, claro, ainda lhe farão poupar imenso dinheiro). Com indicações passo-a passo e ilustrações explicativas, Zélia Évora, autora do bestseller A Terapia do Tricot, apresenta-lhe mais de 50 projetos de costura surpreendentes para transformar o velho em novo.

 

Lifestyle

No país mais saudável do mundo come-se massa e bebe-se vinho


Segundo o Índice de Saúde Global da Bloomberg – uma empresa sediada em Nova Iorque que disponibiliza dados, análises, vídeos e notícias dos mercados financeiros -, a Itália é o país mais saudável do mundo. Este estudo avaliou 163 países e chegou à conclusão de que os italianos têm uma esperança média de vida superior a 80 anos, e uma saúde geral muito boa. Portugal surge em 21º lugar.

O índice apresentado usou dados da Organização Mundial de Saúde, da Divisão de População das Nações Unidas e do Banco Mundial. Os 163 países foram avaliados segundos os critérios de esperança média de vida, causas de morte, riscos de saúde, disponibilidade de água potável, saúde mental, entre outros. O resultado da Itália foi de 93,11 em 100, seguida da Islândia com 91,21, da Suíça com 90,75, de Singapura com 90,23, e da Austrália com 89,24. Em relação a Portugal, que aparece em 21º lugar, o resultado foi de 82,97.

Se pensava que a dieta italiana incluía demasiada massa, pão, vinho e produtos ricos em gordura – o que se traduzia num estilo de vida pouco saudável -, então engana-se. A Bloomberg verificou que os italianos têm uma alimentação rica em vegetais frescos, fruta, carnes magras, peixe e, claro, é confecionada com azeite extra virgem.

Lifestyle

É possível fazer um retiro de silêncio nos Himalaias


Gostaria um dia de visitar e com certeza você também. Conheça agora o programa «Cabeça nas Nuvens».

Os hotéis Shakti, nos Himalaias, criaram um programa vocacionado para quem procura um retiro de silêncio. Mas sem sofrimento. Fala-se em retiros de silêncio e, por defeito, pensa-se em mosteiros e em regime de clausura. Não, nem todos os retiros têm de implicar doses generosas de culpa ou sofrimento. Bem pelo contrário. A este programa criado pelo grupo Shakti está claramente associada a palavra prazer, não só porque se realiza num hotel de cinco estrelas, mas porque está situado nos Himalaias.

São três hotéis, na verdade, todos com características distintas, localizados no lado indiano da cordilheira. O objetivo passa por fazer um detox tecnológico – tem de haver um lado de renúncia – e acalmar o ritmo, tendo sido por isso criadas uma série de iniciativas o mais calmas, serenas e orgânicas possíveis, tais como manhãs de meditação, aulas de yoga ou passeios a pé pela região. Sempre que possível em silêncio, mas ninguém é obrigado a ficar calado o tempo todo, até porque muitos dos passeios vão precisamente ao encontro das comunidades locais, para que os hóspedes percebam como é possível viver sem estarmos constantemente (des)ligados.

Os que quiserem ir mais longe têm sempre a possibilidade de fazer campismo selvagem. Quase selvagem. Os hotéis Shakti ficam localizados na pouco explorada região de Kumaon, na Índia.

O programa chama-se «Cabeça nas Nuvens».
Preço: oito noites custa 5000 euros por pessoa.

shaktihimalaya.com

Dicas · Lifestyle

Hotel Cristal: com o centro do Porto ao virar da esquina


O Hotel Cristal, de quatro estrelas, homenageia a cidade com os azulejos em azul e branco e padrões a condizer, conjugados com os vidros e espelhos da Marinha Grande, de onde o grupo hoteleiro é originário.
 

Ao entrar no Hotel Cristal Porto a primeira sensação que se tem é de simplicidade. O branco domina a maioria dos espaços, com apontamentos de pretos e azuis, tanto nos espaços comuns como nos quartos. É esse ambiente limpo e até mesmo despojado que mais salta à vista, sem que essa simplicidade se torne desconfortável, antes pelo contrário. A sobriedade do hotel transmite calma, tranquilidade e conforto.

Os azulejos e os tecidos com padrões de azulejos são a principal imagem de marca deste hotel. Um apontamento que se encontra por todos os quartos e que torna o espaço mais portuense e mais português. São 94 quartos com várias tipologias, desde o individual, passando pelo standard, superior, deluxe e suíte. E todos, desde o mais barato ao mais caro, têm camas de conforto superior e, não menos importante, almofadas de qualidade acima da média. E não é isso o mais importante num hotel? Depois de uma noite que se pretende bem dormida o pequeno-almoço é o outro factor de distinção. O do Hotel Cristal é variado quanto baste, saboroso e simples.

A joia da coroa, no entanto, é outra:o jardim de 400 metros quadrados que ninguém adivinha estando fora do hotel. É um espaço que se pretende de constante usufruto, seja pelos clientes das dormidas, seja por todos aqueles que participarem em eventos, conferências ou congressos nas contíguas salas de reuniões. Hás duas, uma com 140 metros quadrados, com capacidade para 100 pessoas e uma outra com 270 metros quadrados, com capacidade para 200 pessoas. Esta é uma aposta que faz todo o sentido para os hotéis que estão nas malhas urbanas da cidade, como é o caso deste, rentabilizando assim épocas menos fortes. Se é que se pode dizer que ainda há épocas com menos turistas clássicos, como acontecia há uns anos, antes do recente boom. O jardim tem serviço de bar à tarde e à noite.

O hotel tem ainda outras opções: o restaurante (tem um buffet de 12,50 euros ao almoço e de 15 euros ao jantar, com estacionamento gratuito na cave do hotel), o ginásio (uma parceria com o Holmes Place da Constituição que permite que os clientes usem o espaço de forma gratuita) e serviços de spa (contratados por uma empresa externa que se desloca ao local). Uma nota final para a suíte, que tem duas banheiras no meio do quarto com dois LCD em cima, proporcionando uma experiência diferente do habitual para os casais que a escolham. E é isso que se pretende cada vez mais nos tempos que correm: experiências únicas.

Source: http://www.evasoes.pt/fim-de-semana/hotel-cristal-centro-do-porto-ao-virar-da-esquina/

 

Lifestyle

Milagre japonês para eliminar o stress em 5 minutos


O jin shin jyutsu é uma arte milenar que os japoneses utilizam desde sempre para recarregar baterias e tem vindo a ganhar destaque também no ocidente. Se todos somos energia, por que razão não havemos de aprender a acalmá-la?

 

Sente-se zangado? Angustiado? Nervoso? Triste, deprimido, com a autoestima em baixo? A temer algum embate específico na sua vida? E se lhe dissermos que a solução está – literalmente – nas suas mãos e só requer cinco minutos para pôr em prática?

 O que é facto é que o jin shin jyutsu é conhecido no Japão há milénios e são muitos os estudos que lhe reconhecem eficácia a equilibrar a energia do corpo, proporcionando alívio instantâneo do stress.

A ideia é que cada um dos dedos da mão corresponde a um estado emocional específico, pelo que pressioná-los atuaria ao nível dos respetivos sentimentos.

Uma pesquisa conduzida no Markey Cancer Center (instituto oncológico associado à Universidade do Kentucky, nos EUA) concluiu ainda que os pacientes a quem esta terapia foi aplicada responderam com uma diminuição do stress, das náuseas e do sentimento de angústia associados à doença. Outra investigação realizada com enfermeiras apurou que aquelas que aplicaram o jin shin jyutsu a si mesmas diariamente, durante um mês, desenvolveram índices significativos de gratidão, calma e motivação, enquanto perdiam os anteriores sintomas de depressão, ressentimento e stress.

A ideia é que cada um dos dedos da mão corresponde a um estado emocional específico, pelo que pressioná-lo por um ou dois minutos, envolvendo-o bem com os dedos da outra mão, atuaria ao nível dos respetivos sentimentos de medo, preocupação, tristeza, raiva ou fraca autoconfiança, harmonizando o corpo e a mente.

Transmitido ao longo de gerações antes de começar a cair no esquecimento, o jin shin jyutsu foi recuperado no século xx por Jiro Murai (1886-1961), um mestre japonês que garantiu que esta prática chegaria também ao ocidente ao ensiná-la à aluna Mary Burmeister, que por sua vez a divulgou por cá na década de 60.

Quanto ao próprio Jiro, mergulhou de cabeça neste conhecimento milenar quando aos 26 anos lhe foi diagnosticada uma doença incurável. Sentenciado, sem nada a perder, lembrou-se dos sábios a meditar em silêncio mantendo os dedos das mãos em posições específicas (mudras). Durante sete dias copiou-lhes a postura, ao mesmo tempo que meditava e jejuava. Curou-se ao fim desse tempo, prometendo a si mesmo que levaria o jin shin jyutsu tão longe quanto possível para ajudar outros.

Polegar: Ajuda a combater o stress, a tensão e a ansiedade.

Indicador: Ajuda a combater o medo. Atua ao nível da digestão e das costas.
Médio: Ajuda a controlar o ressentimento, a raiva, a frustração, a indecisão e a fadiga.
Anelar: Ajuda a combater os sentimentos de tristeza e a depressão, ao mesmo tempo que potencia a capacidade de decisão.
Mindinho: Ligado ao coração, ajuda a controlar a ansiedade. Eleva ainda o otimismo e a autoconfiança.

Palma da mão: Aplicar uma ligeira pressão na palma ajuda a acalmar a mente em turbilhão e contribui para o equilíbrio generalizado do corpo.

Source: http://www.noticiasmagazine.pt/2017/jin-shin-jyutsu-milagre-japones-para-eliminar-o-stress-em-5-minutos/

Lifestyle

Zooterapia: conheça os benefícios do tratamento com animais


Sabe o que é a zooterapia? É que os animais podem ter um efeito terapêutico em crianças, adultos e idosos diagnosticados com as mais variadas doenças. Além de nos auxiliarem em aspetos práticos do dia a dia, a sua presença promove o desenvolvimento emocional e facilita a reabilitação psicomotora.

Para determinados níveis de deficiência, ou até de debilidade, a interação com animais é proveitosa e estimulante”, declara Maria de Lurdes Candeias, pedopsiquiatra e terapeuta familiar. Foi Boris M. Levinson quem primeiro comprovou cientificamente os benefícios das interações entre animais e seres humanos. Levinson, um psicólogo norte-americano, documentou a sua descoberta no livro Pet-Oriented Child Psycotherapy (1969), onde descreve que a presença do seu cão nas consultas de psicoterapia não só aumentava o grau de motivação das crianças e jovens que tratava, como ainda abria um canal de comunicação entre cliente e terapeuta.

Intervenção multidisciplinar

Inicialmente, Boris M. Levinson foi severamente criticado pelo uso de animais domésticos no tratamento de psicopatologias. Hoje, a terapia assistida por animais (TAA), ou zooterapia, é largamente recomendada por especialistas como uma solução complementar a outras terapêuticas. Seja em casos de dislexia, de deficiências mentais, de autismo (moderado), de transtornos cognitivos, de toxicodependência, como em casos com problemas psicomotores, os animais são um fator importante na recuperação. Cães e cavalos são os animais mais usados em zooterapia, mas há outros que também ajudam, como, por exemplo, o burro e o golfinho. Os objetivos a alcançar através desta terapêutica são decididos pelos vários especialistas intervenientes na reabilitação do indivíduo – médico, fisiatra, fisioterapeuta, terapeuta de psicomotricidade, e técnico especializado em TAA.

Centro de Equitação de Valadares

Morada: Travessa dos Barreiros, 4405 – 529 Vila Nova de Gaia

Contacto: 916 142 348

Terapia com cães

Vinculum Animal

Morada: Rua de Cedofeita 122, 4050-173 Porto

Contactos: 912358033 / vinculumanimalporto@gmail.com

Cães Amigos: Terapias Assistidas com Animais

Morada: Vila Nova de Gaia

Contactos: 916 336 165 / geral@caesamigos.com

Source / Ler mais em: http://saberviver.sapo.pt/zooterapia-tratamento-com-animais/

Lifestyle

Aplicação «Airbnb da comida» permite-lhe jantar em casa de um ‘estranho’


Não gosta de comer nos restaurantes mais turísticos ou acha difícil encontrar o sítio certo para jantar quando viaja? Há uma aplicação que resolve o problema.

A VizEat, também descrita como o «Airbnb da comida», permite-lhe reservar uma refeição em casa de um morador, em mais de 100 países.

Esta app é uma plataforma para «comer socialmente», permitindo aos viajantes ter uma experiência da verdadeira gastronomia local. Neste momento, há mais de 20 mil pessoas a disponibilizarem-se para cozinhar e a convidarem «estranhos» que procuram conhecer a cultura de um lugar de maneira diferente. Qualquer pessoa se pode inscrever gratuitamente para receber viajantes em sua casa.

A ideia desta startup nasceu há cerca de quatro anos, depois de os seus fundadores, Camille Rumani e Jean Michel Petit, terem partilhado uma refeição indiana com uns peruanos, no Lago Titicaca, no Peru. Para eles, fazia todo o sentido que os viajantes pudessem experimentar os pratos – que habitualmente só se provam nos restaurantes ou hotéis – em casa de quem melhor do que ninguém conhece a gastronomia.

A VizEat permite reservar uma refeição, uma aula de cozinha ou dar simplesmente a possibilidade de beber um copo de vinho ou um aperitivo, em casa de um dos hosts dos 110 países para já disponíveis.

Os preços variam, já que cada pessoa decide quanto quer cobrar. O método de pagamento é semelhante ao do Airbnb e totalmente seguro, garantem.

Source: http://www.voltaaomundo.pt/

Lifestyle

Cidade-fantasma de Chernobil é uma atração para milhares de turistas


Chernobil, na atual Ucrânia, tem ganho, nos últimos anos, um grande interesse por parte dos turistas. É o chamado «dark tourism» (turismo associado a locais historicamente relacionados com mortes ou tragédias), procurado por cada vez mais pessoas.

Em meados da década de 1970, a União Soviética construiu uma central nuclear em Chernobil. Os milhares de trabalhadores da central não viviam no local, mas sim em Pripyat, uma cidade a quatro quilómetros de distância. A 26 de abril de 1986, o Reator 4 da central nuclear explodiu e uma imensa nuvem radioativa invadiu a Ucrânia e outras zonas da Europa, contaminando pessoas, animais e o meio ambiente. A explosão causou um incêndio que durou dez dias. A área à volta do local foi evacuada, assim como Pripyat. Mais de 100 mil pessoas tiveram de deixar as suas casas. Hoje, existe ainda uma zona interdita.

No entanto, como os níveis de radioatividade baixaram significativamente, é possível visitar a cidade fantasma. A Travel + Leisure apresenta Chernobil como um dos lugares mais desejados por aqueles que procuram uma experiência diferente e única. Aliás, é hoje um destino de viagem de eleição para muitos ucranianos e estrangeiros curiosos. Em 2016, o The Telegraph afirmava que mais de dez mil turistas têm visitado anualmente a cidade fantasma.

Apesar de não ser seguro residir num raio de 30 quilómetros a partir da central, as tours são permitidas e organizadas por empresas ucranianas. Os passeios podem durar um ou dois dias, porque, ainda que a radiação seja atualmente menor, não é 100% seguro permanecer muito tempo em Chernobil. Normalmente, os grupos saem de Kiev pela manhã e regressam doze horas depois, isto no caso da visita diária. Embora a maior parte dos turistas não tenha ainda permissão para entrar na central nuclear propriamente dita, ela é claramente visível a partir da estrada. É possível observar o próprio Reator 4 a uma distância de aproximadamente 300 metros. Na localidade, há também um centro para turistas e um museu. As visitas incluem uma passagem pela cidade de Pripyat, que permanece tal como foi deixada há trinta anos, e pela vila de Paryshiv, um pouco mais afastada de Chernobil, mas que ainda se encontra na área proibida. Ali vivem hoje algumas pessoas que quiseram regressar às suas casas, apesar das restrições impostas.

Os preços variam, mas há visitas diárias a partir de 79 euros. No caso dos programas de dois dias, os preços começam nos 274 euros. A noite pode ser passada num dos três hotéis instalados na área segura.

Source: http://www.voltaaomundo.pt/2017/05/07/cidade-fantasma-de-chernobil-e-uma-atracao-para-milhares-de-turistas/