Filmes

Molly’s Game : Primeiro filme realizado por Aaron Sorkin já tem trailer


A STX Entertainment revelou, na terça-feira, o primeiro trailer do filme “Molly’s game”, que marca a estreia na realização de Aaron Sorkin. Jessica Chastain, Idris Elba e Kevin Costner integram o elenco.

Vencedor de um Oscar pelo argumento adaptado de “A rede social” (2010) e responsável pelos guiões de filmes como “Steve Jobs” (2015), “Moneyball – Jogada de risco” (2011) e “Jogos de Poder” (2007), Aaron Sorkin assina agora o argumento e realização de “Molly’s game”, uma adaptação do livro homónimo e biográfico escrito por Molly Bloom.

O filme retrata a vida de Molly Bloom, uma esquiadora olímpica que durante uma década organizou os jogos de póquer mais exclusivos do mundo, frequentados por estrelas de cinema, homens de negócios e, sem que ela soubesse, por membros da máfia russa. A esfera de influências em que se movia e os milhões que circulavam pela sua mesa de jogo fazem com que se torne um alvo do FBI. Detida a meio da noite por 17 agentes, só tem um único aliado: o seu advogado de defesa.

Jessica Chastain interpreta Molly Bloom e Idris Elba encarna o advogado de defesa Charlie Jaffey. O elenco conta ainda com Kevin Costner, Michael Cera, Jeremy Strong e Chris O’Dowd.

O primeiro filme realizado pelo criador das séries de sucesso “Os homens do Presidente” e “The Newsroom” chega às salas de cinema norte-americanas a 22 de novembro. O filme ainda não tem data de estreia em Portugal.

 

Filmes

Movie: “Nunca é Tarde Para Amar (Hampstead)”


Desde a morte do marido que Emily Walters se sente completamente à deriva e nem mesmo as atenções constantes de Philip, o filho, a ajudam a retomar o gosto pela vida. Mas tudo muda quando conhece Donald Horner, um homem de meia-idade que, há 17 anos, vive ilegalmente numa cabana em pleno parque de Hampstead Heath, em Londres. Quando se apercebe que ele está a ser importunado por um grupo imobiliário que tem interesses no local, dispõe-se a ajudá-lo. Deste modo, a batalha de Donald dá a Emily a motivação que precisava para dar início a um novo ciclo da sua vida. Entre os dois, nasce uma amizade especial que parece vir a colmatar as necessidades de cada um…
Um filme dramático realizado por Joel Hopkins (“Golpe de Amor”) e escrito por Robert Festinger, que se inspira na verdadeira história do irlandês Harry Hallowes. Diane Keaton, Brendan Gleeson, James Norton, Lesley Manville, Jason Watkins e Simon Callow dão vida às personagens.

 

Filmes

Movie: “A Vida de Uma Mulher (Une Vie)”


França, séc. XIX. Jeanne, uma jovem aristocrata, regressa a casa dos pais após concluir os estudos num convento. Com uma existência limitada à vida em clausura e a cabeça cheia de sonhos, ela tem uma visão pueril e romanceada sobre as relações humanas. Pouco preparada para a vida adulta, aceita casar-se com Julien de Lamare, por quem se apaixona e com quem espera viver uma grande história de amor. Contudo, após o casamento, ele revela-se distante, avarento e infiel. Assim se vai passando, ao longo de três décadas, a vida desta mulher. A solidão, a dor e o desencanto tornam-se as suas únicas companhias.
Em competição pelo Leão de Ouro no Festival de Cinema de Veneza – onde foi galardoado com o Fipresci – Prémio da Crítica Internacional –, um filme realizado por Stéphane Brizé (“Mademoiselle Chambon”, “Quelques Heures de Printemps”, “A Lei do Mercado”). O argumento, da autoria de Brizé e de Florence Vignon, adapta o primeiro romance de Guy de Maupassant (1850-1893), um dos mais importantes escritores em língua francesa.
Filmes

Movie: “História do Amor (The History of Love)”


Um livro antigo, há muito perdido, é descoberto e acaba por ligar duas pessoas que à partida não teriam muito em comum: Léo, um velho homem polaco a viver em Nova Iorque, e Alma, uma adolescente de Brooklyn. O livro, sobre o amor, foi escrito pelo homem há 60 anos, antes de ter fugido dos nazis e deixado o amor da sua vida, que também se chamava Alma, a quem nunca se voltou a juntar. A mãe de Alma, a jovem, começa a traduzi-lo, e é assim que os dois se conhecem, num encontro que acaba por mudar a vida dos dois.

Originalmente destinada a ser realizada pelo mexicano Alfonso Cuarón, esta adaptação do livro homónimo de 2005 da norte-americana Nicole Krauss acabou por ser assinada pelo romeno há muito radicado em França Radu Mihaileanu, responsável por filmes como “O Concerto”.

 

Filmes

Movie: “Polina (Polina, danser sa vie)”


Baseado na novela gráfica homónima de Bastien Vives lançada em 2011, “Polina” centra-se numa jovem dançarina russa. Desde pequena que o objectivo de Polina (Anatasia Shevtsova) é tornar-se primeira-bailarina no reputado Teatro Bolshoi, em Moscovo. Mas ao crescer afasta-se desse caminho por causa da pressão que os pais depositam nela e por descobrir a dança contemporânea, acabando por se mudar para França para seguir um rumo diferente.
Além de Shevtsova, o elenco inclui Juliette Binoche e Aleksei Guskov. A realização é dividida pelo casal francês que une Valérie Müller, a responsável por filmes como “Le Monde de Fred”, ao reputado dançarino e coreógrafo Angelin Preljocaj.

 

Filmes

Movie: “Pedras Sombrias (Voice from the Stone)”


Na década de 1950, num castelo isolado na Toscânia, Itália, um rapaz de nove anos (Edward George Dring) não fala desde que a mãe morreu. Verena (Emilia Clarke, de “A Guerra dos Tronos”), uma enfermeira, é contratada para o ajudar. Contudo, cedo percebe que o espírito da matriarca da família começa a tomar conta dela, e é essa a base para este “thriller” gótico e sobrenatural à moda dos próprios tempos em que a história se desenrola.
Adaptado do livro homónimo do italiano Silvio Raffo, lançado em 1996, marca a estreia na realização de longas-metragens de Eric D. Howell, que há mais de 20 anos trabalha em coordenação de duplos e efeitos especiais em Hollywood, e até agora só tinha estado aos comandos de curtas.

 

Filmes

Movie: “Dunkirk”


Passados três anos do lançamento de “Interstellar”, Christopher Nolan regressa com um épico de guerra inspirado na Batalha de Dunquerque, em 1940, durante a Segunda Guerra Mundial, um episódio em que mais de 300 mil soldados aliados foram evacuados de Dunquerque, em França, quando estavam rodeados pelo exército alemão. Com recurso a poucos diálogos, uma história não-linear e uma atenção redobrada aos pequenos detalhes, o filme procura mostrar o que aconteceu a partir de três perspectivas diferentes: da terra, do ar e do mar.
No elenco, nomes que vão do novato Finn Whitehead a Jack Lowden (da série “Guerra & Paz”), passando pelo veterano Kenneth Branagh, o membro da banda pop One Direction Harry Styles, que se estreia no cinema, o oscarizado Mark Rylance e colaboradores frequentes de Nolan como Cillian Murphy ou Tom Hardy.

 

Filmes

Movie: “Lady Macbeth”


Inglaterra, 1865. Katherine (Florence Pugh), uma jovem que foi forçada a casar-se com um homem de meia-idade, herdeiro de uma grande fortuna industrial, sente-se confinada à casa rural que ambos partilham, sem grande satisfação na vida, nem sequer atenção do marido. Quando este vai para uma viagem de várias semanas, Katherine começa a libertar-se das amarras opressoras do casamento, que envolvem horários rigorosos e a impossibilidade de sair de casa, e envolve-se com um homem que trabalha na propriedade.

Baseado no romance homónimo do russo Nikolai Leskov, publicada no ano em que a história se desenrola, um drama que marca a estreia na realização de William Oldroyd, que fez carreira como encenador de teatro no Reino Unido.

 

Filmes

Movie: “Nebel im August”


A Yenish boy named Ernst Lossa is transferred to a mental institution where he labors under the watch of Dr. Veithausen. Ernst, initially identified as a troublemaker, lives up to his role and rebels in minor ways throughout the course of the film. Ernst does not plan to stay in the institution long and expects to be taken home (and eventually to America) by his father, Christian Lossa, but is denied discharge based on the fact that his father has no permanent address after being released from a concentration camp. Initially, certain patients in the hospital are marked to be sent to the Hadamar Euthanasia Centre, where they are euthanized, but central authorities dictate that euthanasia operations be transferred to individual institutions, leaving Dr. Veithausen to direct his nurses to execute patients under their care. The newly hired nurse, Sister Kiefer, is willing to exterminate child patients using barbiturates, which Sister Sophia refuses to do. Ernst befriends Nandl, a fellow patient, and over time becomes cognizant of Dr. Veithausen’s plans to execute the patients in the institution, and therefore attempts to work out an escape plan to save Nandl and himself. The doctor, following the logic of racial hygiene, devises a plan to starve patients slowly by feeding them boiled vegetable soup with all nutrients removed, which satisfies his Nazi superiors. Not long after, Ernst plans his escape during an ongoing air raid, but ultimately fails because of the falling debris, which injures Nandl and kills Sister Sophia. Dr. Veithausen calls for Ernst’s death, which is carried out by either Paul Hechtle or Sister Kiefer (both deny being the true killer), but Nandl breaks the news to the other patients by claiming that Ernst has finally made it to America.

Fog in August (German: Nebel im August) is a 2016 German drama film directed by Kai Wessel. It was listed as one of eight films that could be the German submission for the Best Foreign Language Film at the 89th Academy Awards, but it was not selected.

 

Filmes

Movie: “Duas Mulheres, Um Encontro (Sage Femme)”


Generosa, íntegra e bem-intencionada, Claire é uma mãe solteira de 49 anos que dedicou toda a vida ao filho e à profissão de parteira. Na mesma altura em que se debate com o possível encerramento da maternidade onde sempre trabalhou, depara-se com o súbito reaparecimento de Béatrice, a ex-namorada do seu falecido pai, de quem não tinha notícias há quase 40 anos. Ao contrário dela, Béatrice é exuberante, superficial e autocentrada. Este encontro vem causar algum desequilíbrio à vida de Claire, que nunca lhe perdoou o facto de ter levado o pai ao suicídio. Mesmo que a princípio o relacionamento entre elas se revele difícil, aos poucos vão criando laços e, apesar das diferenças óbvias, ambas sabem que têm muito a aprender uma com a outra…
Escrito e realizado por Martin Provost (“Séraphine”, “Violette”), um filme dramático protagonizado por duas das mais importantes actrizes francesas da actualidade: Catherine Deneuve e Catherine Frot.