Tags

, ,


Sobre a Obra:

O relato verdadeiro dos jovens dinamarqueses que se atreveram a enfrentar a máquina de guerra nazi.

«Pouco antes do Natal de 1941, uma simples conversa tudo alterou. Fiquei emocionado por estar na presença de alunos da Escola da Catedral que sentiam o mesmo que o meu irmão e eu. [Naquele dia,] lançámos a nossa proposta para cima da mesa: Nós iremos agir. Nós iremos limpar a lama da bandeira dinamarquesa. Juntos naquela tarde de neve, decidimos criar um clube que combatesse os alemães ferozmente. Levaríamos a resistência até Aalborg».

No início da Segunda Guerra Mundial, a Dinamarca não resistiu à ocupação alemã. Profundamente envergonhado com os líderes do seu país, Knud Pedersen, um jovem de quinze anos, decidiu, com o irmão e um grupo de colegas de escola, tomar medidas contra os nazis, caso os adultos não avançassem. Designando o seu clube secreto em homenagem ao tenaz líder britânico, estes jovens patriotas cometeram inúmeros atos de sabotagem no âmbito do Clube Churchill, enfurecendo os alemães, que acabariam por conseguir lançar-lhes a mão e prendê-los.

No entanto, os esforços dos jovens não haviam sido em vão: os seus feitos, e a sua posterior detenção, ajudaram a espoletar uma resistência dinamarquesa em pleno nos derradeiros anos da guerra.

Intercalando a narrativa com relatos do próprio Knud Pedersen, Phillip Hoose envolve-nos na impressionante história destes jovens heróis de guerra que se recusaram a desistir sem dar luta.

Sobre o Autor:

Phillip Hoose é o aclamado autor de Claudette Calvins: Twice Toward Justice, galardoado com os prémios National Book Award e Robert F. Sibert Honor Book. Foi finalista do galardão YALSA in Excellence – Young Adult Nonfiction e ALA – Best Book for Young Adults, nos EUA. A sua obra anterior, Moonbird, também recebeu a distinção Robert F. Sibert Honor Book. Os Rapazes que Desafiaram Hitler recebeu o prémio Sibert Honor e foi vencedor do Boston Globe-Horn Book.
Phillip Hoose vive em Portland, Maine, EUA.

 

 

«Estes adolescentes arriscaram tudo e perderam demasiado… Uma obra de não ficção cheia de energia que deliciará leitores de todas as idades.»
The Wall Street Journal

«Um livro importante e inesquecível que acrescenta um capítulo relevante à história da Segunda Guerra Mundial.»
Booklist

«Um relato inspirador.»
Publishers Weekly

«Philip Hoose narra esta história praticamente desconhecida do público, com paixão e clareza… Uma notável história real, contada de forma soberba.»
Kirkus Reviews