Tags

, ,


As crianças adoram que lhes contem histórias porque, através delas, podem fazer voar a imaginação, tornar realidade as suas fantasias e viajar para mundos e lugares que jamais pensaram existir. Através dos contos infantis, os mais pequenos adquirem conceitos importantíssimos sobre a vida e as emoções que nos definem como seres humanos: o medo, a angústia, a generosidade, o amor, a vingança ou a ambição. Todos eles conceitos presentes nas histórias que a Humanidade vem contando desde o princípio dos tempos.

As histórias infantis, quer sejam as mais realistas, quer mais fantasiosas e, inclusive, os contos de fadas, permitem que a criança descarregue as suas angústias e medos, graças à identificação com as personagens, que têm o papel de a ajudar a distinguir entre o bem e o mal e enfrentar e ultrapassar os seus medos. Para a criança, não é prejudicial que nas histórias infantis apareçam personagens malvadas ou situações que lhe causem medo. Pelo contrário! É muito positivo para o seu equilíbrio emocional. Contudo, o que é de facto fundamental é que a história tenha um final feliz.

::::::::::::::::::::::::::::::::

TRACEY CORDEROY:

Tracey Corderoy nasceu no País de Gales e vive em Gloucestershire com a família e uma hoste de animais de estimação, pequenos mas traquinas. É professora, mas começou simultaneamente a escrever livros infantis em 2006. Tem constantemente ideias para novas histórias para crianças e, só nos primeiros 5 anos como escritora tinha já 15 livros da sua autoria.

:::::::

“A Loja de todas as Histórias”

“Natal!”

“Um Nadinha Apertados!”

“Agora!”

“Perfeito Para Dois”

“Mais!”

“Eu Quero o Meu Papá!”

“O Jardim Mágico na Neve”

“Porquê?”

“Eu quero a Minha Mamã!”

“Não!”

“A Pequena Coruja Branca”

“Amigos das Estrelas”