Tags

, ,


Sobre a Obra:

O irmão poeta; o vizinho apaixonado que espreita pela janela; o enteado, decidido a acabar com a tristeza que o consome; a filha, numa constante revolta pelo que podia ter sido, mas não foi; a neta, que adora a avó, embora precise de fugir para criar uma história a seu gosto – estas e outras personagens contribuem para reconstruir o caminho de solidão, amor e perda que foi a vida de Rosalina, a protagonista. Ao segui-la desde a infância até à velhice, é a criança, a esposa, a mãe e a avó que o leitor conhece. É a sua história de submissão, perda e mudança que se conta neste entrelaçado de vozes unidas para descrever uma vida.

Rosalina, Filomena e Joana são três mulheres de gerações distintas. Três vidas, três visões do mundo, três formas diferentes de agir na adversidade. Em A Terceira Mãe, de Julieta Monginho, evoca-se a mulher, o seu papel e os desafios que constantemente lhe são colocados, bem como a evolução, rumo a uma maior liberdade e autonomia, do seu lugar na sociedade. Decorrendo num tempo que se estende do início do segundo quartel do século XX até à actualidade e dando ao leitor uma visão do feminino e dos muitos mundos que o preenchem, A Terceira Mãe foi consagrado em 2008 com o Grande Prémio de Romance e Novela da APE.

Sobre o Autor:

JULIETA MONGINHO nasceu em Lisboa, em 1958. É escritora, magistrada do Ministério Público na jurisdição de família e crianças e formadora, colaborando com o Centro de Estudos Judiciários.
Em 1996 publicou o primeiro romance, Juízo Perfeito. Seguiram-se A Paixão Segundo os Infiéis (1998), À Tua Espera (2000, Prémio Máxima de Literatura), Dicionário dos Livros Sensíveis (2000), Onde Está J? (2002), A Construção da Noite (2005), A Terceira Mãe (2008, Grande Prémio de Romance e Novela da APE), Metade Maior (2012, finalista dos Prémios Fernando Namora e Correntes d’Escritas) e Os Filhos de K. (2015, finalista dos Prémios Fernando Namora e Pen Club).
Em 2018, a Porto Editora publicou Um Muro no Meio do Caminho, romance sobre a dura realidade dos refugiados que, atravessando perigosamente o Mediterrâneo, procuram uma nova casa em território europeu.