Tags

, ,


O grande livro sobre a mais bela das viagens

Sobre a Obra:

Um diário de bordo, uma narrativa de viagem, um livro de aforismos ou de orações, um atlas, um romance ilustrado do século xx, um tratado poético-filosófico, um livro de História Antiga – foi assim que a crítica se referiu a este fascinante livro de Predrag Matvejevitch. Cheio de sabedoria, memórias, informações preciosas, o Breviário Mediterrânico pode ser também um romance moderno, genial, brilhante e imprevisível, como o define Claudio Magris – onde se misturam os géneros, reunindo erudição e imaginação, documentos de arquivo e experiência vivida, o saber e a recordação, o rigor científico e o sopro épico, o léxico preciso do vocabulário náutico e o delírio das descobertas geográficas ou arqueológicas de quem sabe que o Mediterrâneo não é apenas uma geografia, mas uma grande civilização.

Sobre o Autor:

Nascido na Bósnia-Herzegovina (Mostar, 1932), filho de pai russo e mãe croata, Predrag Matvejevitch foi um dos mais eminentes ensaístas eslavos. Deixou a Jugoslávia após a queda do muro de Berlim, assumindo um estatuto «entre o asilo e o exílio». Foi professor universitário em Roma e Paris, e nomeado conselheiro para o Mediterrâneo do Grupo de Sábios da União Europeia. Tornou-se um mestre incontestável da geopoética através dos seus numerosos escritos sobre o Mediterrâneo, entre os quais o Breviário Mediterrânico, publicado pela Quetzal numa edição revista – com tradução do poeta Pedro Tamen. Predrag Matvejevitch morreu em Zagreb, na Croácia, em 2017.