Tags

, ,


Sobre a Obra:

Durante a ocupação nazi, na Segunda Guerra Mundial, Irena Sendler dedicou a sua vida a salvar judeus. Ciente de que era questão de vida ou de morte para as crianças cuja única culpa era terem sangue não-ariano a correr-lhes nas veias, foi capaz de encontrar dentro de si uma energia extraordinária e imaginação para as salvar, revelando ainda um espantoso talento organizativo.
Ela, que trabalhava como assistente social, organizou então juntamente com as suas colaboradoras a saída de cerca de 2.500 crianças do Gueto de Varsóvia, para o seio de famílias católicas, orfanatos, conventos ou fábricas.
Não houve uma única criança salva – muitas delas disfarçadas sob a forma de pacotes – que tivesse sido atraiçoada ou descoberta pelos Nazis.
Irena Sendler não só salvou milhares de vidas, como incontáveis gerações dos seus descendentes.
Foi considerada como uma das grandes heroínas da resistência polaca ao nazismo, tendo estado nomeada para o Prémio Nobel da Paz.

A História de Irena Sendler l A mãe das crianças do Holocausto conta com três prefácios: o primeiro, da edição portuguesa, da autoria do Prof. Marcelo Rebelo de Sousa; o segundo da edição polaca e o último foi escrito pela jornalista e co-autora do livro.
Um livro comovente e, como escreve Marcelo Rebelo de Sousa: «A leitura deste livro, mais do que um bálsamo para a época de crise, é um convite-intimação para que nos desacomodemos, nos desaburguesemos, nos desinstalemos, olhemos para além dos queixumes (…) do nosso dia-a-dia.» (p. 13)

“A História de Irena Sendler” de Anna Mieszkowska

Advertisements