Tags

, , , ,


Um tempo diferente. Um segredo escondido.

Sobre a Obra:

Um pequeno romance de profundidade e perspicácia notáveis, de um escritor no auge do seu talento.
Estamos em Julho de 1962. Edward e Florence, jovens inocentes casados naquela manhã, chegam a um hotel na costa de Dorset. Ao jantar na suíte reservada a casais em lua-de-mel, esforçam-se por dominar os medos íntimos da noite de núpcias que se avizinha…
Com Na Praia de Chesil Ian McEwan dá-nos mais uma obra-prima – uma história de vidas transformadas por um gesto não feito ou uma palavra não dita.

Sobre o Autor:

IAN MCEWAN escreveu dois livros de contos, “Primeiro Amor, Últimos Ritos” (Somerset Maugham Award 1976) e “Entre os Lençóis”, e dez romances, “O Jardim de Cimento” (adaptado ao cinema em 1993), “A Criança no Tempo” (vencedor do Whitbread Award 1987), “O Inocente” (adaptado ao cinema em 1993), “Estranha Sedução” (adaptado ao cinema em 1990), “Cães Pretos”, “O Sonhador”, “O Fardo do Amor” (adaptado ao cinema em 2004), “Amesterdão” (vencedor do Booker Prize 1998), “Expiação” (prémios US National Book Critics Circle 2002 e WH Smith 2002 para o melhor livro de ficção) e “Sábado”, todos publicados em Portugal pela Gradiva. Escreveu também vários argumentos para cinema, entre os quais “The Imitation Game”, “The Ploughman’s Lunch”, “Sour Sweet” e “The Good Son”.

MOVIE:

Inglaterra, Verão de 1962. Florence, uma jovem violinista, e Edward, um estudante de História, decidem casar-se. No hotel da praia de Chesil, durante a noite de núpcias, na inocência e falta de experiência de ambos, começam a desenvolver uma intimidade. Mas começam também, entre hesitações e ansiedade, a descobrir o passado e os segredos que ambos escondiam… Um melodrama inglês sobre a emancipação sexual e a pressão social antes das convulsões socio-culturais que iriam marcar a década de 1960.