Tags

, ,


A 150 quilómetros de carro do Porto está Vigo, a cidade costeira de onde saem as embarcações com destino ao primeiro arquipélago do Parque Nacional Marítimo-Terrestre da Galiza: as paradisíacas Cíes.

A curta viagem de carro desde o Porto pode ser um pretexto para uma escapadinha de fim de semana até às ilhas galegas de água transparente. Hora e meia é o suficiente para chegar a Vigo, um dos mais importantes portos pesqueiros da Europa.

É desta cidade galega que saem algumas das embarcações com destino ao arquipélago das Cíes, formado por três ilhas e um ilhéu. O trajeto demora mais meia hora de barco até às praias e mar azul-turquesa.

Percorra a fotogaleria acima para ver imagens das Ilhas Cíes e dos restantes arquipélagos, que ficam um pouco mais a norte da Galiza.

Arquipélago das Cíes

Formado por três ilhas e um ilhéu, o arquipélago das Cíes é o mais popular entre os quatro que constituem o Parque Nacional Marítimo-terrestre das Ilhas Atlânticas. As ilhas de Monteagudo e do Faro estão ligadas por um longo areal, a Praia de Rodas, e nas duas encontram-se muitos quilómetros para explorar, entre ruínas, faróis e centros de observação de aves.

Na Ilha do Faro o acesso é garantido através de várias companhias em viagens regulares (semana santa e verão até ao início de novembro) a partir de Vigo. É possível acampar e comer por ali. Já para chegar a San Martiño é necessário barco privado.

Como chegar: crucerosriasbaixas.commardeons.compiratasdenabia.com

Acampar: campingislascies.com; Preço: a partir de 16 euros (ida e volta). Campismo: a partir de 7,50 euros por adulto

Arquipélago das Ons

Entre o Atlântico e a Ria de Pontevedra está o arquipélago das Ons, que se divide entre a ilha homónima e a de Onza. Na ilha principal os passeios regulares fazem-se também na semana santa e a partir do início do verão até setembro, e podem estender-se durante alguns dias.

É que, à semelhança das Cíes, as ilhas Ons dispõem de parque de campismo, que reabriu no ano passado após renovação. Trata-se do primeiro camping autosustentável da Galiza, com campismo tradicional, glamping e cabanas para alugar. Na ilha existem três restaurantes.

Campismo: campingisladeons.com

Preço: a partir de 12 euros (ida e volta).

Arquipélago de Sálvora

Quando os últimos aldeões saíram da ilha em 1972, ficaram oito casas e várias histórias para contar. Como a do «titanic» de Sálvora, como foi chamado o naufrágio do Santa Isabel. As lendas e factos são hoje contados numa visita guiada à ilha, em que é possível percorrer a rota do farol.

Há várias empresas com barcos a sair do porto de Aguiño, perto de Corrubedo. A viagem dura apenas cinco minutos até Sálvora. Em alternativa, outras embarcações operam a partir de O Grove com trajetos mais longos, que incluem prova de vinhos a bordo e mexilhões.

Web: parquenacionalillasatlanticas.com

:::::::::::::::::::::::::

Source: https://www.evasoes.pt/