Tags

,


Têm sabores clássicos e outros mais originais, servidos em bola, cone ou taças elaboradas com coberturas deliciosas. Um roteiro para os verdadeiros amantes de gelado.

Nos meses de verão, não há passeio que não termine de gelado na mão. A tradição do gelado portuense ainda se vive aos balcões da Neveiros e da Sincelo, duas das mais antigas e célebres geladarias da cidade, hoje com casas e imagens completamente renovadas. Pelo caminho, foram surgindo concorrentes. Pequenos balcões com sabores arriscados e texturas cremosas, autênticos laboratórios onde se reinventa a arte e espaços que tentam replicar o famoso gelato italiano. Este é o roteiro de que o verão precisa. Percorra a fotogaleria para conhecer estas 10 geladarias.

:::::::::::

Gelataria Neveiros

Porque a idade ainda é um posto, a Neveiros ocupa o primeiro lugar da lista, no papel da mais antiga geladaria da cidade. Nascida na década de 50, deve a sua fundação a uma lisboeta. Esteve durante vários anos na zona de São Lázaro, mas em 2013 regressou às origens na Rua da Alegria, onde é possível provar os sabores clássicos de sempre, mas também algumas novidades que vão sendo apresentadas a cada estação, onde por vezes surgem sabores mais inusitados como o de beterraba, caipirinha ou diospiro.

Ice Lovers

Saíram os vestidos de noiva, entraram os cones. Desde 2015 que o negócio de família que ali funcionava mudou de forma radical e se transformou numa das geladarias da baixa da cidade. Na Ice Lovers há mais de uma dezena de sabores de gelado e sorvetes, que se servem também na companhia de crepes, waffles e em combinações explosivas nas tradicionais taças de vidro. Em forma de homenagem, nasceu a Taça Noiva, com cinco pequenas bolas de gelado, bolacha e chantilly.

Doxa

Nasceu para ser mais do que uma simples geladaria. O objetivo de Cyril Pinho e Francisca Andrade era o de criarem um verdadeiro laboratório de gelado italiano, onde o ponto de cremosidade, a textura e os sabores fossem testados até à exaustão. Viajaram até Turim, reuniram ideias e em 2016 fizeram nascer o Doxa, em plena rua de Sá da Bandeira. Usam apenas produtos naturais, sem aditivos ou açúcares e combinam as bolas com crepes também eles caseiros, doces ou salgados, à vontade do cliente.

 

Sincelo

É, a par da Neveiros, uma das mais conhecidas (e antigas) geladarias do Porto. Há quase 40 anos que serve gelados na rua de Ceuta, uma tradição que não impediu a renovação da imagem em 2015, para se adaptar aos novos clientes e também à nova vida da baixa da cidade. De lá para cá, abriram as portas mais dois espaços Sincelo, no 41 do Passeio de São Lázaro e, mais recentemente, no 45 do Cais da Ribeira. Em cada uma delas, é possível provar os gelados artesanais do costume, nas taças clássicas – quente e frio, ramalhete ou evereste -, em copo, cone ou a acompanhar waffles e panquecas.

 

La Copa

O verão de 2014 trouxe mais uma geladaria à cidade. La Copa foi o nome escolhido para o espaço que esconde uma esplanada nas traseiras, de retoques decorativos vintage e ambiente ideal para o verão. Ao balcão, há duas dezenas de sabores dos gelados artesanais. Os clássicos não abdicam do seu espaço na monta, reservando os restantes lugares aos sabores mais improváveis.

 Source: http://www.evasoes.pt/