Tags

, , ,


Sobre a Obra:

Entre 1989 e 1997, a jornalista Xinran entrevistou mulheres de diferentes idades e condições sociais, a fim de compreender a condição feminina na China moderna. Seu programa de rádio, ‘Palavras na brisa noturna’, discutia questões sobre as quais poucos ousavam falar, como vida íntima, violência familiar, opressão e homossexualismo. De forma cautelosa e paciente, Xinran colheu inúmeros relatos de mulheres em que predomina a memória da humilhação e do abandono – casamentos forçados, estupros, desilusões amorosas, miséria e preconceito. Nos relatos do livro, a autora possibilita a essas vozes antes silenciadas revelar provações, medos, esperança e uma capacidade de resistência que as permitiu se reerguer e sonhar em meio ao sofrimento extremo.

Nesta primeira obra impressionante, Xinran revela as muitas formas como foi obrigada a contornar o sistema e dá voz a todas as mulheres chinesas, independentemente do seu estrato social. Este é um livro que começa onde «Cisnes Selvagens» de Jung Chang terminou: a vida das mulheres chinesas depois de Mao.