Dicas · Livros · Vale a pena visitar...

Lello festeja 111 anos com música, moda e oferta de livros


ng8129203

A Livraria Lello, no Porto, festeja o seu 111.º aniversário, esta sexta-feira, com oferta de livros, a atuação da rapper Capicua e a divulgação de planos para 2017. Em 2016, a Lello registou mais de um milhão de visitantes.

Às 10 horas de sexta-feira, a porta 144 da Rua das Carmelitas, junto à Igreja dos Clérigos, abre-se ao público gratuitamente e vai oferecer aos primeiros 111 visitantes um exemplar do livro infantil “Na livraria mais bonita do mundo”, uma edição da própria Lello.

A rapper portuense Capicua apresenta pelas 11 horas o livro/disco “Mão verde”, meia hora antes de serem inauguradas as primeiras montras temáticas de 2017 da Livraria Lello. Em exposição até 28 de fevereiro, vão estar os vestidos inspirados na azulejaria e na porcelana portuguesas da marca nacional Storytailors.

“Fazemos 111 anos (…). Este ano temos a curiosidade de fazer uma capicua, por isso lembrámo-nos da Capicua, a rapper, e vamos tê-la cá para o nosso aniversário”, contou à Lusa Manuel de Sousa, assessor da Livraria Lello, referindo que vão ser oferecidos 111 livros sobre a história da livraria aos primeiros 111 clientes.

Lello regista mais de um milhão de visitantes em 2016

A Livraria Lello ultrapassou, em 2016, a fasquia de um milhão de visitantes e vendeu mais de 357 mil livros, cinco vezes mais do que em 2015, revelou esta quinta-feira o administrador Pedro Pinto

Apesar de as vendas terem aumentando, Pedro Pinto assume que apenas 35% dos visitantes da Lello compram livros e, por isso, o objetivo para 2017 é fazer com que os restantes 65% de visitantes também invistam na compra de obras literárias.

“Só cerca de 35% das pessoas que nos visitam é que compram livros, portanto, ainda temos um grande trabalho pela frente, que é transformar os outros 65% em leitores e esse é o nosso objetivo para 2017”, assume o administrador, anunciando que vão lançar, no primeiro trimestre de 2017, um projeto de venda e entrega de livros em qualquer país do mundo, sem custo adicional.

A ideia para desenvolver o projeto de venda planetária a partir da Lello vem no seguimento de um estudo que aquela livraria portuense encomendou à multinacional Nielsen, onde se concluía, por exemplo, que há quem não compre livros “porque os livros são pesados e porque as bagagens do avião levam a não comprar livros”.

A 12 de janeiro de 2016, na altura do 110.º aniversário, um dos administradores da Lello, José Manuel Lello, disse à Lusa que a livraria já tinha aumentando em quase 300% a venda de livros diária nos últimos seis meses de 2015, altura em que começou a cobrar as entradas naquele espaço.

Source: http://www.jn.pt/artes/interior/lello-festeja-111-anos-com-musica-moda-e-oferta-de-livros-5601566.html

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s