“Canção de Embalar de Auschwitz”


image-1

Uma História de Heroísmo e Coragem

A Obra:

Sobre a lama negra de Auschwitz que tudo devora, Helene Hanneman levantou uma creche no Campo Cigano. Nesse lugar, onde a felicidade é proibida, a jovem mãe ajuda a sobreviver a pouco mais de uma centena de crianças e, a pesar do horror do campo de extermínio , Helene não desiste, nunca perde a vontade de viver nem de ajudar e ensina-nos uma lição maravilhosa sobre a coragem. Um romance emocionante baseado em factos reais, que resgata do esquecimento uma das mais comoventes histórias de heroísmo de uma mãe alemã no meio do terror nazista. Inspirado numa história real, Canção de embalar de Auschwitz é uma homenagem à bondade, à coragem e à generosidade das pessoas comuns.
Um relato comovente em que se entrelaçam a vida de prisioneiros ciganos, judeus e alemães, que lutam por sobreviver no inferno do maior campo de extermínio da História.

O Autor:

Licenciado em História e Diplomado em Estudos Avançados em História Moderna, escreveu inúmeros artigos e livros sobre a Inquisição, a Reforma Protestante e as seitas religiosas. É colaborador habitual da National Geographic História e História 16. Trabalha como director executivo de uma ONG e é director da revista Nueva Historia para el Debate. Interessado nos mistérios ocultos por detrás da história, da religião e da ciência, tem dedicado toda a sua vida a desvendá-los.

Citações:

Brevemente ………………………

Os cachorrinhos à moda do Porto na Boavista


 26966462_binary_gi24012017arturmachado000054_1024x682-960x640_c 26966448_binary_gi24012017arturmachado000066_1024x682-960x640_ccachorro-960x640_c

The Dog trouxe os famosos cachorrinhos da Sé até à Rotunda da Boavista, ao lado da Casa da Música, e também promete ser um “must go” do Porto.

Rui Mota cresceu na Rua de Cimo de Vila, na Sé, a dois passos da Cervejaria Gazela e dos seus famosos cachorrinhos. Quando no ano passado abandonou o basquete de alta competição, juntou-se ao amigo voleibolista André Rodrigues e foi à procura de um negócio. «Os cachorrinhos sempre me fascinaram. Toda a gente adora e por isso seria sempre qualquer coisa ligada a eles», revela. Encontrar um sítio não estava a ser fácil até que apareceu a loja com duas frentes na Rua 5 de Outubro. Já havia “casota” para os cachorrinhos.

O objetivo foi proporcionar o mesmo produto com a mesma qualidade e sabor, mas «numa casa mais elegante, mais bonita e confortável, onde as pessoas se sentissem bem». Além dos cachorrinhos, outra das coisas que não podia faltar era o tradicional balcão. «É um conceito que sempre me apelou. Permite um atendimento mais familiar, personalizado e de qualidade». Há 23 lugares ao balcão e ainda uma prateleira na parede que permite petiscar de pé.

Para trazer qualidade e simpatia, Rui e André conseguiram consumar uma das “transferências” do ano. Recrutaram Alberto, que trabalhou mais de uma década no Gazela e era já uma das suas imagens de marca. «É um amigo de muitos anos e queria-o aqui não só pelo que trabalha mas também pela amizade», explica Rui.

Como boa casa de petiscos, além dos famosos cachorrinhos (3,30€) ainda há sandes de presunto com ovo estrelado (3€), há pregos no pão (3,30€ a 4,30€), prego no prato (8€) e pica-pau (9€) e, para acompanhar, saladas, batatas fritas, azeitonas e tremoços, linguiça e sopa. Tantas vezes, é quanto basta para consolar uma alma inquieta.

Source:  http://www.evasoes.pt/comer/the-dog-os-cachorrinhos-a-moda-do-porto-na-boavista/

“O dia em que te Conheci”


capa_o-dia-em-que-te-conheci

Sobre a obra:

Quando a memória já não consegue guardar o amor… o que nos resta?

Um marido encantador, duas filhas lindas, um trabalho de que gosta — Claire Armstrong parece ter tudo, até que lhe é diagnosticada a doença de Alzheimer. Todos os que a rodeiam têm de aprender a lidar com uma nova Claire, enquanto tentam habituar-se ao desaparecimento da mulher que amam.
Através de um livro de memórias, que vão construindo em família, recolhem as peças de uma vida que não estão preparados para deixar desaparecer. Até que a relação que surge de um encontro casual com um homem misterioso leva Claire a interrogar-se sobre o futuro do seu casamento e da sua família.
Com Claire incapaz de fazer o seu casamento resultar, de tomar conta das filhas, ou sequer de garantir a sua própria segurança, os desafios são imensos. Será que a família vai resistir às notícias que a filha mais velha tem para contar e à intromissão do misterioso homem na vida familiar?

Sobre autor:

Rowan Coleman é autora bestseller do Sunday Times e do New York Times. Além de tentar acompanhar o crescimento dos filhos e as aventuras de uma família alargada, Rowan dedica-se à escrita, sendo autora de mais de uma dezena de romances.
Os seus livros já foram traduzidos para cerca de vinte línguas. O Dia em Que Te Conheci foi selecionado para o Richard and Judy Book Club, e é o seu segundo romance publicado pela Topseller, depois de Somos Todos Feitos de Estrelas.

Saiba mais sobre a autora em www.rowancoleman.co.uk.

 

Cooking: Bola Enrolada de Frango com Chouriço


68

Ingredientes:

1 frango pequeno cortado em pedaços
1 cebola picada
2 dentes de alho picados
1 colher de sopa de banha
2 colheres de sopa rasas de polpa de tomate
1 raminho de salsa picada
250 ml de vinho branco
125g de chouriço de carne cortado em rodelas
500g de farinha
40g de fermento de padeiro
Farinha para polvilhar q.b.
2 gemas de ovo
Sal q.b.
Pimenta q.b.

Preparação:

1. Num tacho, leve ao lume a banha, a cebola e o alho.
Mexa e deixe refogar.

2. Junte o frango e tempere com sal e pimenta.
Mexa e junte a polpa de tomate, a salsa picada e o vinho branco.
Mexa, tape e deixe estufar durante 30 minutos em lume brando.

3. Depois de cozido, retire os pedaços de frango para um prato.
Deixe arrefecer.

4. Coe o caldo de cozer o frango.

5. Limpe o frango de peles e de ossos e desfie.

6. Junte o fermento ao caldo de cozer o frango.
Misture muito bem.

7. Amasse a farinha com o caldo de cozer o frango e o fermento até a massa começar a descolar.
Caso a massa esteja a colar muito, acrescente mais um pouco de farinha.
Depois de bem amassada, tape a massa com um pano e deixe levedar durante 30 minutos.

8. Polvilhe a bancada com farinha e sobre a farinha coloque a massa.
Polvilhe a massa com farinha e amasse até não colocar nos dedos.
Estenda a massa de forma que fique um rectângulo.
Por cima da massa espalhe as rodelas de chouriço e o frango desfiado.
Enrole a massa na horizontal e coloque num tabuleiro de ir ao forno polvilhado com farinha.
Pincele com as gemas de ovo.

9. Leve a cozer no forno pré-aquecido nos 160º durante 1 hora.
Depois de cozida está pronta a servir.

Japanese Green Tea Hibiki-an


qk0saoan

About Hibiki-an:

A long time ago in ancient Japan, green tea was considered a precious medicine. With the advent of new harvesting and processing techniques, it soon became the country’s most popular beverage. Today, green tea is enjoyed around the world for many reasons. Thanks to a wide variety of foods and nutritional information now available, people are more selective about what they chose to eat and drink. Because of this, people are choosing to enjoy the healthful benefits and wonderfully fresh flavor of Japanese green tea.

Hibiki-an is surrounded by the rolling hills of Uji, in the ancient city of Kyoto, where the Japanese tradition of green tea began over 1,000 years ago. Today, in Japan, when people think of high quality green tea, they think of Uji. The misty climate, sloping hills, warm days and cool nights provide an ideal setting for tea plants to thrive. If you take a train to Kyoto, you will pass many beautiful green tea farms in Uji, and you can sample the wide variety of delicious green teas that are available at specialty shops and restaurants in the area.

In the past, it was nearly impossible to distribute fresh green tea outside Japan, because it was more difficult to preserve than black tea or Chinese green tea.
But now, you can experience the taste and health benefits of fresh Japanese green tea anywhere in the world! All of our teas are grown, harvested and packaged right here on our family tea farm in Uji. Through meticulous quality control procedures, we have made it possible for international customers to receive fresh green tea in excellent condition.

Online direct sales enable us to offer you a lower price by eliminating the extra costs associated with wholesalers and distributors. You will not find a Japanese green tea of this superior quality for a lower price anywhere.

We named our site “Japanese Green Tea Hibiki-an” in wishing that Japanese tea culture will gain more popularity throughout the world. “Hibiki” in Japanese means “touching someone’s heart.” It brings us great happiness to know that Japanese tea culture can touch people’s hearts around the world.

Japanese Green Tea Hibiki-an
36 Shimonoto Yuyadani
Ujitawara, Kyoto 610-0221
Japan

US Branch Office: Hibiki-an Corporation
Las Vegas, Nevada
United States

:::::::

http://www.hibiki-an.com/contents.php/cnID/23

Simplu – HEALTHASTY FOOD BRAND


585ee6_bee2ca706ee74691a27a5a0d8fadb7c8-mv2

Snacks super saudáveis e simplesmente deliciosos !

Criamos produtos “healthasty” porque são a melhor forma de nos definir: saudável e delicioso. Deste modo, apenas moldamos a matéria-prima para criar produtos nutricionalmente ricos, enriquecidos com sabores únicos e inconfundíveis.

Basicamente, o que fazemos é simplificar, colocando nos nossos produtos apenas o que é bom para a nossa saúde e bem-estar, garantindo-lhes sabores e aromas nunca antes sentidos.

::::

Acreditamos que somos o que comemos e nos benefícios de uma alimentação saudável.

Exigimos qualidade, preocupamo-nos com a
origem e escolhemos sempre os melhores
ingredientes.

Para os encontrar, vamos simplesmente de
volta à origem e aos princípios da alimentação, à procura de ingredientes
simples, puros e naturais, defendendo
práticas sustentáveis.

Fazemos os nossos produtos artesanalmente, o que lhes transmite a nossa energia e o bem-estar.

Desenvolvemos receitas simples e produzimos alimentos nutricionalmente
ricos, únicos de sabor e aspeto, para
quem procura, tal como nós, uma alimentação melhor.

https://www.simplu.pt/home

“Eu Como Sem Glúten”


unnamed

Sobre a obra:

A maior parte da nossa alimentação contém glúten, uma proteína do trigo e outros cereais. Devido ao seu consumo em excesso, sofremos no dia-a-dia pequenos males, mais ou menos incómodos: distúrbios intestinais, problemas de pele, dores nas articulações, excesso de peso… Com tudo isto, como podemos recuperar o bem-estar e a vitalidade?

Marion Kaplan e Audrey Etner propõem-nos um guia prático e pedagógico, divertido e descomplexado para compreender porque se deve e como se deve comer sem glúten, sem nos privarmos de nada nem passarmos a viver numa caverna!

• Descubra quais são os problemas que o trigo nos pode provocar.
• Conheça facilmente que alimentos devemos privilegiar ou evitar.
• Aprenda as técnicas essenciais para cozinhar sem glúten.
• Experimente os melhores truques para comer fora sem se preocupar.

É hora de começar a escutar o nosso corpo e mudarmos os nossos hábitos alimentares. Porque uma boa alimentação é a chave para uma vida saudável!

Sobre autor:

Marion Kaplan, é uma nutricionista francesa, autora de 15 livros sobre saúde. Explora as questões ligadas à alimentação e aos problemas alimentares há mais de trinta anos, abordando diversos regimes, como o vegetarianismo e o método Kousmine. Foi um caminho iniciado devido aos seus próprios problemas de saúde e para os quais a medicina não encontrava as melhores respostas. Os seus trabalhos valeram-lhe já diversas distinções.

Audrey Etner, é consultora editorial. Desde sempre apaixonada pela escrita, manteve um blogue sobre estilos de vida saudáveis e foi chefe de redacção da revista FemininBio. Celíaca com a doença auto-imune causada pela permanente sensibilidade ao glúten desde a ado-lescência e agora mãe, está comprometida no debate sobre os assuntos que a apaixonam, nomeadamente as questões ligadas à alimentação e à ecologia. Diz que estará «sempre ao lado de todos aqueles felizes utópicos que querem mudar o mundo».

 

“A Menina Que Não Sabia Ler”


image-1

Uma história incrível sobre uma menina e o poder da sua imaginação.

Sobre a obra:

1891. Nova Inglaterra. Numa mansão distante e decadente, onde nada é o que parece, dois irmãos são deixados à mercê de criados e regras ditadas por um tio negligente. A jovem Florence, de apenas 12 anos, passa os dias a tomar conta do seu irmão mais novo Giles e a deambular pelos corredores, numa rotina entediante e desinteressante. Até que, um dia, a menina encontra na mansão um lugar proibido: uma biblioteca fechada e empoeirada, pela qual se apaixona.

Mas naquela casa existem segredos sombrios que não deveriam ser revelados. Porque é que Florence sonha sempre com uma mulher misteriosa que insiste em ameaçar o seu irmão? Que segredo esconde a nova preceptora e porque Florence tem dela um medo sobrenatural? E porque é que o seu tio não permite que ela aprenda a ler? Florence precisa de encontrar muitas respostas – sejam elas inventadas ou não, e soluções nem sempre fáceis para proteger Giles, e o seu amor pelos livros, antes que alguém descubra quem ousou abrir as portas daquele mundo literário.

Sobre autor:

John Harding é autor do best seller inglês We Did On Our Holiday que foi adaptado para uma série de televisão. É crítico literário do Daily Mail e vive em Londres.